sábado, 26 de dezembro de 2009

Crença na Fragmentação de Beauvoir












Entr e.
En tre Q uat ro Pa rede s
DOS AMORES
En tre Q uat ro Pa rede s
rede_s.*


                                                                                                               Nunca quis tocar os Dois, mas eles exigem o toque. Sinto o afeto dividido Entre quatro paredes que só acontecem quando estamos separados. Sua manifestação, em conjunto, rouba a harmonia dos versos.

                                                                            Arranho, bato, abraço; para não beijar, acariciar. Entre quatro paredes compramos brigas com versículos de Bauman. Compomos marítimas ações do verbo machucar, mantendo o controle En tre Qua tro Par edes.

                                     Não quero os Dois para mim, mas, em mim. É tão difícil ter Dois que se gostem, que aceitem, que transpirem, que respinguem; sem a maldita raiva branca jorrada, penetrando robustas nádegas de desejos iguais, En tre Q uat ro Pa rede s.

:Para Sartre
(Aposto em Linha Reta)

Ação no limite do espaço.

Danilo Machado
SONY Cyber-Short-Stories: poema-prosaico-em-verso
(EspelhoDeformante In: DEformance)

Um comentário:

  1. SOBRE OS DOIS ME DIVIDO EM TRES PARA NAUM PERDER MEU PROPRIO EU !

    ResponderExcluir